sexta-feira, 23 de maio de 2008

LEÃO LÍRICO - ELAINE PAUVOLID

A poeta Elaine Pauvolid está lançando um novo livro., o Leão Lírico. Aí vai o recado dela:

Olá!
dia 2 de junho lanço meu livro Leão lírico e gostaria muito de contar com a presença de vocês no coquetel de lançamento!



Sobre o meu livro Márcio Catunda, Ronaldo Werneck e Bruno Candéas escreveram:

"Em Leão lírico, Elaine Pauvolid se revela na vertigem da plenitude: lúcida e lúdica, ardendo na febre da perplexidade, no espanto da trajetória que vai da insatisfação com o cotidiano à ânsia do metafísico. Imersa na pulsação da sua inquietude, exercita a sensibilidade com a consciência em vigília, em percepções clarividentes e, não obstante, perdida na vastidão do seu enlevo.
Estas evidências, que ressaltam na expressão vital dos seus poemas, retratam-lhe apaixonada e descrente, desiludida e arrebatada. O paradoxo da sua generosa dor de viver derrama-se nas confissões de uma busca obsessiva de compreender o mistério. A esperança, a fé, o asco, o desalento e a saudade são sentimentos de que se nutre a sua poesia. Poesia impetuosa e
objetiva, estigmatizada de angústia existencial."

Márcio Catunda, poeta e diplomata.

Por e-mail o poeta Ronaldo Werneck me diz:

Elaine, minha querida:

há tempos você me mandou cópia de seu livro "Leão Lírico". Só agora pude ver, enrolado que estava com vários outros trabalhos. Será um belo livro, a considerar os originais que v. me enviou. Gostei muito do desenho de capa. Sem falar dos poemas, lógico.
Destaco alguns fragmentos que marquei, e que considero "punti luminosi" de seu novo livro:

Dobrado sonho, com cuidado
ponho sob o travesseiro.
...
escovados dentes,
estourada imagem,
fechados olhos,
desdobro o sonho
de existir, suponho.

DOS MORTOS

Certos enterros são concertos:
o morto vai distante,
em forma intangível em nós se encerra.

No concreto que o coveiro
sobre a morte acerta,
vamo-nos um pouco
em nossas pétalas.

Verta inteiro, nunca metade,
este teu leite em flor,
que, muito antes de ter brotado,
em minha pele há muito arde.

São momentos onde a poesia salta dos poemas e se sobressai, soberana.
Parabéns. Me avise quando do lançamento.
Grande beijo,
Ronaldo

Ronaldo Werneck, poeta e jornalista






Bruno Candéas também leu:

UMA LEOA NA POESIA
"LEÃO LÍRICO", novo livro da poetisa carioca Elaine Pauvolid traz uma forte carga de espiritualidade; Elaine fala em intuição, desdobramentos e pede preces, pra ela e pro mundo, parece ter a certeza da rudeza do "leão" em nosso cotidiano, mas confia no forte elo e na presença infinita e bondosa que acalenta a alma.
Elaine quer ser arrebatada pela poesia, quer ser devorada por lobos que usem os lóbulos,
por isso mesmo não escancara seus desejos, tem na sutileza um aliado "lírico" e sereno.
Sem mistérios ou alardes constrói com singularidade seu universo de atuação, trata temas delicados com doçura e devoção, torna o gozo uma exaltação a existência.
Elaine quer nos abrir com uma espada, quer entrar no meio do nosso mundo, quer nomear a vida em tudo. O mundo já acabou, mas Elaine não morreu! Empunha a palavra com domínio e nos apresenta um trabalho com muita qualidade literária mas acima de tudo com um valor humano imensurável.

Bruno Candéas
Autor de "Férias do gueto", "Indigestual" e "Teatrauma" (inédito)

Sou autora dos poemas e do projeto gráfico do livro, inclusive a capa. Estou muito feliz com tudo isso, e queria muito dividir esta alegria com vocês! Não faltem! E me ajudem a divulgar!!!! A Silvana e a Mariza da Germina, já estão me ajudando.



Então está devidamente divulgado. O lançamento será na Livraria da Travessa, 2 de Junho - 20hs

5 comentários:

Rachel Souza disse...

Que bom! Mais um livro na praça que pretendo ler. Quando eu lançar o meu se divulga também? ;)

Elaine disse...

Flávio, muitíssimo obrigada pela divulgação!!! Ficou lindo!!!

Rachel,
ficaria muito feliz de vê-la no lançamento!

Beijos
espero vocês no lançamento!

adelaide amorim disse...

Boa poeta, a Elaine, e com certeza vai ficar e ser sucesso.

Beijo.

Elaine Pauvolid disse...

obrigada, Adelaide! Fico muito feliz em ouvir isso.
beijos
elaine

Flávio Corrêa de Mello disse...

Opa Não precisa agradecer não!!!!! rsrsrs